Dilma manda monitorar a maconha no Uruguai

O Brasil vai monitorar durante cinco anos o impacto da legalização da maconha no Uruguai nas cidades de fronteira dos dois países. Contratados pelo Ministério da Justiça, o Ipea e a Universidade de Pelotas vão coletar dados sociais, de saúde, de segurança e consumo de drogas em oito cidades brasileiras e uruguaias. Os pesquisadores vão acompanhar, por exemplo, a quantidade de presos, as substâncias apreendidas e o número de dependentes atendidos na rede de saúde.

Por Lauro Jardim, Veja

Comentários

As mais visitadas

Jovem morre ao ser atingido por raio

Estudante é levado à delegacia por ato obsceno dentro de biblioteca de universidade, em Maringá

CRM-PR retira indicativo de interdição ética da UPA de Sarandi