Vereadores são condenados por compra de votos no Paraná

O Juízo da 96ª Zona Eleitoral do Paraná condenou dois vereadores de Nova Londrina, no noroeste do Estado, pela prática de crime de corrupção eleitoral. Os vereadores foram presos em flagrante em 1º de outubro de 2014, após denúncia de compra de votos mediante distribuição de vale-combustível à população local. O objetivo era beneficiar os candidatos ao cargo de deputado estadual por eles apoiados. Os vereadores foram denunciados pela Promotoria de Justiça de Nova Londrina. Na época da prisão, foi encontrada expressiva quantidade de tíquetes e agendas com anotações de controle do combustível distribuído. Um caderno apreendido indicava 349 pessoas favorecidas. Os registros somavam um total de 4 mil litros de combustível, consumo improvável em uma campanha voltada a 10 mil eleitores e que contou com a participação de apenas nove cabos eleitorais. Diante das evidências, os vereadores foram condenados ao pagamento de multa e à prestação de serviços à comunidade. Um eleitor que recebeu vales-combustível também foi condenado. Inicialmente, as penas estabelecidas variavam de um ano e dois meses a um ano, 11 meses e dez dias de reclusão, sendo todas posteriormente substituídas por penas de pagamento de multas e prestação de serviços à comunidade.

Comentários

As mais visitadas

Petrobras anuncia novo reajuste na gasolina; preço sobe 7%