quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Filha de ex-prefeito aprovada em concurso é impedida de assumir cargo

Thalita Richter Serem, filha do ex-prefeito de Alto Piquiri, no Noroeste do Paraná, foi impedida de assumir o cargo de dentista, no concurso público realizado março de 2006 pela prefeitura daquela cidade. A decisão é do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR). À época, Valter Richter era prefeito daquela cidade (gestão 2005-2008). Durante o mandado, Richter nomeou a comissão de concurso e conduziu todos os atos do certame, situação que viola os princípios da moralidade pública e da imparcialidade. Além disso, um tio e uma prima da candidata - Paulo Richter e Marta Richter Cabral - também atuaram no concurso. Paulo, na qualidade de membro da comissão municipal, foi o responsável por subscrever o ato de abertura que resultou na contratação da empresa que executou o certame. Já Marta, na posição de assessora jurídica do Município, foi quem emitiu parecer favorável à realização da licitação. A decisão, da qual cabe recurso, ocorreu na sessão de 14 de abril da Primeira Câmara.

Nenhum comentário: