Filha de ex-prefeito aprovada em concurso é impedida de assumir cargo

Thalita Richter Serem, filha do ex-prefeito de Alto Piquiri, no Noroeste do Paraná, foi impedida de assumir o cargo de dentista, no concurso público realizado março de 2006 pela prefeitura daquela cidade. A decisão é do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR). À época, Valter Richter era prefeito daquela cidade (gestão 2005-2008). Durante o mandado, Richter nomeou a comissão de concurso e conduziu todos os atos do certame, situação que viola os princípios da moralidade pública e da imparcialidade. Além disso, um tio e uma prima da candidata - Paulo Richter e Marta Richter Cabral - também atuaram no concurso. Paulo, na qualidade de membro da comissão municipal, foi o responsável por subscrever o ato de abertura que resultou na contratação da empresa que executou o certame. Já Marta, na posição de assessora jurídica do Município, foi quem emitiu parecer favorável à realização da licitação. A decisão, da qual cabe recurso, ocorreu na sessão de 14 de abril da Primeira Câmara.

Comentários

As mais visitadas

CCJ aprova PEC que exige nível superior para cargos públicos de confiança

Motoristas de carros com câmbio automático podem ganhar CNH específica

Membros do 1º Conselho Municipal da Cultura tomam posse