quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Delegado Jacovós prende funcionários da prefeitura roubando materiais elétricos



Três servidores da Prefeitura de Apucarana, no norte do Paraná, foram presos suspeitos de desviarem materiais elétricos que pertencem ao município. De acordo com a Polícia Civil, diretores da prefeitura começaram a perceber o sumiço dos materiais há três meses e registraram um boletim de ocorrência. A polícia passou a investigar a situação e prendeu os servidores em flagrante com os produtos desviados na noite de segunda-feira (30). Conforme o delegado José Aparecido Jacovós, um dos servidores trabalha na prefeitura há 30 anos, e os outros foram contratados há um ano. Os três agiam de forma conjunta, segundo as investigações. “Eles utilizavam da função pública, tinham acesso ao material porque faziam manutenção na rede elétrica, na rede de semáforos. Eles pegavam uma quantidade extra de material, acima do que era necessário, eAinda de acordo com o delegado, aproximadamente R$ 15 mil em materiais foram apreendidos. Eram desviados fios, interruptores, tomadas, refletores e até iluminação decorativa para o Natal. “Calculamos, pelo depoimento desse funcionário mais antigo, que há dois anos ele vem desviando material. Vamos ter que fazer uma investigação para saber onde está esse material e ter uma certeza de quanto foi desviado”, diz. Segundo Jacovós, um dos suspeitos confessou que usou parte do material desviado na construção da casa de uma filha. Outro suspeito disse que vendeu parte da fiação para terceiros. A polícia investiga quem receptou os materiais. O delegado explica que os três responderão pelo crime de peculato – desvio de bem público em proveito próprio. A pena vai de dois a 12 de prisão. A prefeitura informou que colabora com as investigações desde o início, buscando identificar os responsáveis pelos desvios. Uma sindicância será aberta para apurar o caso. Caso condenados, os servidores podem perder a função pública. iam desviando no decorrer do tempo”, comenta Jacovós.


Fonte: G1

Nenhum comentário: