Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 23, 2015

Ministro Kassab libera recursos para saneamento em Sarandi

Imagem
O Ministro das Cidades Gilberto Kassab veio a Sarandi nesta quarta-feira (23) liberar recursos para a ampliação da rede de esgoto sanitário do município. Os R$ 20,8 milhões, com mais R$ 2 milhões de contrapartida da prefeitura serão usados para a fazer a ligação de 25 mil residências a rede de esgoto . Os recursos que estão sendo liberados são do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC Esgoto). O Deputado Ricardo Barros lembrou que estes recursos foram liberados a Sarandi a fundo perdido e que foram necessárias muitas mãos para chegar a este objetivo. O superintendente da Caixa Econômica Federal, Roberto Luiz Bachmann, falou que o município foi o que mais recursos recebeu no Paraná, dos governos, cerca de R$52 milhões, e salientou a importância da parceria com a Caixa Econômica que esta fazendo parte do desenvolvimento a cidade. A vice governadora Cida Borghetti, parabenizou o prefeito Carlos de Paula por mais esta conquista, e disse que a cidade da um importante passo…

Governo federal acumula dívida de R$ 623 bilhões em três anos

Imagem
Desde 2012 o governo federal deixa de pagar boa parte dos seus compromissos. Inclusive os previstos na lei orçamentária aprovada pelo Congresso. Ao todo já são R$ 623 bilhões de despesas de custeio (mais de seis vezes o orçamento para a saúde), investimentos ou repasses para prestadores de serviços com pagamentos atrasados e sem perspectiva de que serão quitados. Esse valor representa mais de seis vezes todo o orçamento da União para a área de saúde. Em 2012, o governo deixou de pagar R$ 177 bilhões, em 2013 foram R$ 219 bilhões e em 2014 R$ 227 bilhões. As despesas crescem cumulativamente, mas sem juros ou multas. A rubrica “restos a pagar” há muito se transformou em um dos folclores do Orçamento da União, uma espécie de limbo onde flutua um dinheiro virtual que, de vez em quando, vira real e é pago pelo governo. Mas sem regras, prazos ou garantia de pagamento. O senador Acir Gurgaz (PDT-RO) propõe que Executivo e Congresso negociem um cronograma de pagamento das despesas atrasadas …