quarta-feira, 18 de maio de 2016

Em cinco anos, Paraná perdeu 2.120 leitos hospitalares pelo SUS

De 2010 a 2015, o Paraná perdeu 2.120 leitos hospitalares no Sistema Único de Saúde (SUS). Isso representa quase 10% do total de leitos desativados em todo o País no período (23,6 mil), segundo levantamento divulgado, na terça-feira (17), pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). O Estado apresentava no ano passado 18.907 leitos SUS, contra 21.027 cinco anos antes. Isso coloca o Paraná como o quinto estado que mais perda teve no País. “A insuficiência de leitos para internação ou realização de cirurgias é um dos fatores para o aumento do tempo de permanência nas emergências. São doentes que acabam ‘internados’ nas emergências à espera do devido encaminhamento para um leito adequado, correndo riscos de contrair infecções”, constata o presidente do CFM, Carlos Vital. À frente do Paraná, segundo o levantamento do CFM, estão apenas o Rio de Janeiro (-7.052), Minas Gerais (-3.241 leitos), São Paulo (-2.908) e Bahia (-2.126). Na outra ponta, apenas oito estados apresentaram números positivos no cálculo final de leitos SUS ativados e desativados nos últimos cinco anos: Rio Grande do Sul (806), Mato Grosso (397), Rondônia (336), Santa Catarina (121), Espírito Santo (115), Amapá (87), Mato Grosso do Sul (56) e Tocantins (15). Não SUS

Nenhum comentário: