Greve de bancários está entre as mais longas desde 2004

A greve nacional dos bancários deflagrada no dia 6 de setembro já eé uma das mais longa desde 2004, quando os bancários retomaram as paralisações em todo o País. Em 2004, a greve durou 30 dias. A paralisação deste ano completa 22 dias hoje. Nestes 12 anos, o único em que os bancários não fizeram greve foi em 2007. Hoje, serão retomadas as negociações entre o Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), que representa as empresas. A última proposta da Fenaban, feita ainda no dia 9 de setembro, foi de 7% de reajuste e R$ 3.300 de abono, e que foi recusada pelos bancários. Os bancários insistem na reposição da inflação mais ganho real de 5%. De acordo com o presidente do Sindicato, Elias Jordão, que é membro do Comando Nacional, a Fenaban respondeu no final da tarde de ontem ao ofício enviado pelo comando nacional na sexta-feira, marcando reunião de negociação para hoje, às 14 horas, em São Paulo. Depois de 2004, a greve mais longa é a de 2015, que durou 27 dias. Em 2013 a greve durou 23 dias. Em 2011 a paralisação levou 17 dias e nos anos de 2010, 2009 e 2008 duraram cerca de duas semanas. Em 2005, a greve foi de seis dias, e em 2014 também teve duração de uma semana.

Comentários

As mais visitadas

Funcionário da Copel é atingido por raio em poste de energia elétrica

PM, namorada e mais duas crianças morrem em grave acidente

UBS do Jardim Oriental em Sarandi é inaugurada