sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Após fim da greve, bancos voltam a atender normalmente no Paraná


Os bancos particulares, a Caixa Econômica Federal e o banco do Brasil de Curitiba e região voltam a abrir suas portas para os clientes, nesta sexta-feira (7), a partir das 10 horas, depois de 31 dias de greve dos bancários. A queda de braço entre a categoria e os bancos só terminou na noite de ontem, quando, em assembleia realizada em Curitiba, os bancários aceitaram a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Mas, assim como aconteceu em outras greves, os primeiros dias de reabertura das agências deve ser de muito movimento e filas nos caixas. Ou seja, o cliente que precisar usar o caixa vai precisar de paciência.

Esta foi uma das greves mais longas dos bancários. Segundo o histórico, só perde para uma mobilização de década de 1950, que teria durado 61 dias. A mais longa nos últimos anos aconteceu em 2004, e durou 30 dias.

Na assembleia de quinta-feira (6) em Curitiba, a categoria aceitou a proposta da Fenaban feita na noite de quarta-feira — reajuste de 8% no salário, 15% no vale alimentação, 10% no vale refeição vale creche/babá e abono das faltas durante a greve. Faz parte da proposta a reposição da inflação mais 1% de ganho real para 2017. O Comando Nacional dos Bancários, ainda na madrugada de ontem, recomendou pela aceitação da proposta.

Recomendação — Para aqueles que não têm necessidade do serviço do caixa no banco, a recomendação é a mesma de durante o período de greve — usar o caixa eletrônico, o acesso pela internet, ou ainda os correspondentes bancários, as lojas que aceitam pagamentos bancários.

Nenhum comentário: