terça-feira, 15 de novembro de 2016

Feto é encontrado morto em estação de tratamento


Funcionário da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), o operador de tratamento Ronaldo Galbeti cumpria, durante a tarde deste domingo (13), mais um dos milhares de expedientes desde quando foi admitido na empresa. Um fato, porém, iria mudar de vez a rotina do trabalhador. Ele acabou encontrando um feto morto de cinco a seis meses na estação de tratamento da Sanepar localizada na Fazenda Refúgio, no final da Avenida Europa, zona sul de Londrina. 

Atônito, Galbeti recuperou as forças e conseguiu chamar a Polícia Militar, que logo depois acionou o Instituto de Criminalística e o Instituto Médico Legal (IML) para retirar o feto, localizado sob uma grelha de contenção que separa a água tratada de resíduos sólidos. "Em todo esse tempo que trabalho por aqui, foi a primeira vez que vi isso. É uma grande surpresa", disse o funcionário público em entrevista ao repórter Paulo Monteiro, do jornal Nosso Dia. De acordo com o perito criminal Rafael Greve, que esteve no local, o feto foi encaminhado para passar por exames no IML de Londrina. A suspeita inicial é de que ele tenha sido descartado na estação de tratamento de um a três dias. 


 (com informações do repórter Paulo Monteiro. do jornal NOSSO DIA)

Nenhum comentário: