quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Governo Temer autoriza saque do FGTS para pagamento de dívidas

A poucos dias de encerrar o ano, o presidente da República, Michel Temer (PMDB) anuncia nesta quinta-feira, 22, mudanças na legislação trabalhista. Entre as medidas está a possibilidade de saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para o pagamento de dívidas. As contas que serão disponibilizadas para o saque, segundo estudos do governo, podem chegar a R$ 30 bilhões, pois tratam-se de contas inativas até 31 dezembro de 2015. Essas contas são aquelas em que o trabalhador foi dispensado do trabalho e, por isso, estão inativas e, de acordo com as regras antigas, só poderiam ser mexidas após três anos sem ter ocorrido um novo depósito. São pessoas que estariam trabalhando da economia informal e, por isso, estão sem novos depósitos nas contas do FGTS. A mediada pode beneficiar a 10.200 milhões trabalhadores, segundo as informações do governo. Os valores depositados na maioria destas contas é de cerca de um salário mínimo. O valor poderá ser sacado por inteiro.

Nenhum comentário: