quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Secretária anuncia concurso para sete mil vagas em escolas do Paraná



A secretária de Estado da Educação do Paraná, professora Ana Seres, reuniu-se nesta quinta-feira (21) com o presidente do sindicato dos professores, Hermes Leão, e outros representantes da entidade, para debater temas da área, como novos concursos públicos para professores e funcionários de escolas, distribuição de aulas, padrão, plano de carreira e piso da categoria, além de convênios e obras.
Ao abrir o encontro, a secretária anunciou que, este ano, já foi solicitada à Diretoria Geral da Secretaria e ao RH a realização de estudos sobre concursos públicos para professores e agentes I (merendeiras e serviços gerais, por exemplo) e II (funcionários da secretaria da escola e biblioteca). “Já iniciamos as conversas com o gabinete do governador, outros secretários e com deputados sobre a realização de mais concursos”, disse Ana Seres. Para agente II seriam, a princípio, 3 mil vagas, e já tramita o protocolo para a seleção de pessoal. Em relação aos agentes I (4 mil vagas), a tramitação será ainda iniciada.
O presidente da APP Sindicato, que representa os professores, avaliou o concurso como a notícia mais positiva da reunião. “Foi o melhor da reunião. Outras questões ficaram sem resolução. Temos a questão do Piso Nacional, que o governo já anunciou na semana passada que não vai chegar do esperado, a questão da Educação Espacial, que o governo anunciou que vai pagar em dinheiro por convênios que hoje funcionam com parceiros. O Estado tem que organizar a rede e não dar dinheiro para escola privada”, expõe.
“No momento, nossa prioridade é pagar as promoções e progressões. A partir daí, debateremos outras melhorias”, disse a secretária.
Remanescentes 
Outro anúncio foi que saiu o resultado da avaliação médica dos 344 remanescentes do último concurso que estão sendo chamados agora. O resultado deve ser publicado no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira. Por enquanto, o concurso de 2013 para professores da rede pública estadual teve a validade prorrogada por mais dois anos. A alteração do regime de trabalho neste ano, com a oferta da dobra de padrão (de 20h para 40h) dos educadores, também foi confirmada pela secretária.
Educação Especial
Em relação à renovação dos convênios com as entidades mantenedoras das escolas na modalidade de educação especial, a secretária esclareceu que será marcada uma reunião entre representantes da Secretaria e da Federação das Apaes para debater o encerramento dos contratos atualmente vigentes, previsto para junho deste ano. O Sindicato solicitou um debate mais amplo sobre a questão e a secretária concordou em intermediar a discussão, pois atualmente o Estado repassa recursos e cede professores da rede estadual a essas unidades.
“Vai vencer o convênio com as escolas no dia 30 de junho e o Estado anunciou que o próximo convênio será oferecido apenas o pessoal. Essa é uma decisão muito equivocada do governo. Os professores PSS, por exemplo, já ficariam com o desemprego anunciado”.
Piso Nacional 
O sindicato defendeu novo debate sobre o piso da categoria, que nacionalmente é de R$ 2,1 mil. A secretária sugeriu que seja então rediscutido o plano de cargos vigente no Paraná. “Vamos rediscutir também o auxílio-transporte, evitando distorções”, disse.
De acordo com o governo, no Paraná, “um professor concursado em início de carreira no magistério recebe atualmente remuneração mensal de R$ 3,6 mil, para jornada de 40 horas semanais. São R$ 2,8 mil de salário, mais R$ 800 de auxílio-transporte, o que totaliza a remuneração de R$ 3,6 mil. Esse valor supera em R$ 1,5 mil o novo piso nacional da categoria”. “Nosso ingresso é licenciatura plena”, argumentou a secretária em matéria da Agência Estadual de Notícias.
“Nós fizemos uma cobrança forte. Não aceitamos o anúncio. Vamos discutir isso com a categoria no dia 28 de janeiro, às 15 horas, em Foz do Iguaçu”, defende o presidente da APP, Hermes Leão.


Fonte: Portal Paraná

bebê nasce com dois dentes em Colatina no ES



Um bebê de Marilândia, na região Noroeste do Espírito Santo, nasceu com dois dentes, caso considerado raro pelos médicos. Rafaela de Oliveira Alanda nasceu no Hospital São José, em Colatina, no dia 8 de janeiro, com 2,5 kg. A mãe da menina contou que não ficou surpresa, porque ela mesma também nasceu com dois dentes.
O caso é considerado raro e acontece com um em cada 3 mil bebês, segundo os médicos. O pediatra e intensivista Rafael Teixeira Ribeiro, que fez o parto, disse que os dentes não afetam o desenvolvimento. Os médicos ainda não fizeram um raio-x para saber se os dentes de“Precisamos ver se o dente pode gerar alguma consequência, como atrapalhar na amamentação, no ganho de peso e, consequentemente, no desenvolvimento da criança, caso não aconteça ele pode permanecer normalmente na boca”, disse.

O pediatra também explica que o dente pode ser de leite ou não. “Em alguns casos nasce este dente antes do próprio dente de leite. Em relação aos outros que irão nascer, eles não atrapalham a formação”, completou.

Reação
A mãe, Luci Maria de Rodrigues, de 26 anos, contou que quando viu não se assustou, porque o mesmo havia acontecido com ela. “Foi eu que mostrei para o médico, nem fiquei assustada, mas a minha irmã na hora ficou surpresa”, disse.

Para a jovem, pode não ter sido novidade, mas por onde a Rafaela passa chama a atenção. “As pessoas olham, algumas têm medo, outras acham uma gracinha e tem as que ficam surpresas, as reações são diversas no início”.

A mãe também se preocupou em levar Rafaela ao dentista. “Ele apenas ensinou a limpar e fazer a higienização diariamente, nada mais”, falou.

Caso raro
O pediatra Rafael Teixeira Ribeiro explicou também que em Colatina houve um caso parecido em 2015, mas registros como este acontecem em um bebê a cada 3 mil.

“Na maioria das vezes, 95% é o próprio dente de leite que nasce, sendo que em 85% dos casos o dente nasce na parte inferior. No entanto, o mais comum é que o primeiro dentinho nasça por volta dos seis meses, que é também o momento que a dieta começa a incluir alimentos sólidos”, concluiu o médico.verão ser retirados.


Com informações: G1

Rafael do Povão pede o cancelamento da compra do painel eletrônico

O vereador Rafael Psibilski, presidente do partido progressista PP,estará encaminhando um ofício ao presidente da câmara de vereadores de Sarandi Belmiro Farias, pedindo o cancelamento da compra do painel eletrônico. Rafael do Povão afirma que esse ofício será colocado a disposição aos demais vereadores que são contrários a compra do referido painel, para que também possam assinar.



Grave acidente no início da tarde desta quinta-feira 21 próximo a Colorado

O caminhão perdeu o controle e se chocou com árvores que ficam à beira da rodovia PR 463 entre os municípios de Colorado e Santo Inácio no início da tarde desta quinta-feira (21). De acordo com informações, o motorista estaria preso às ferragens. O caminhão estava transportando leites da marca líder.




Padrasto é suspeito de agredir criança que morreu em hospital do PR

Um menino de dois anos morreu após ser atendido em um hospital de Ibiporã, no norte do Paraná, com diversas fraturas e escoriações na noite de quarta-feira (20). A Polícia Militar (PM) procura o padrasto da criança, de 28 anos, pois ele é suspeito de ter agredido o garoto.

De acordo com a PM, o padrasto da criança ligou para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) relatando que o garoto havia caído de um beliche. No entanto, a médica plantonista suspeitou das extensões dos ferimentos e chamou a polícia. O rapaz, de 28 anos, fugiu quando os policiais chegaram ao hospital.
O corpo da criança foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Londrina, no norte do Paraná.  A Polícia Civil informou que vai investigar o caso. 


Fonte: G1

Bandidos invadem residência em Sarandi matam mulher e estupram adolescente

Foi por volta das 4h30 desta quinta-feira (21), na Rua Cerro Azul, no Jardim Cometa em Sarandi, que elementos teriam invadido uma residência e cometido abuso sexual contra uma garota de 12 anos matado a tia dela de 31 anos com requintes de crueldade. Segundo informações da polícia, um dos ladrões arrombou uma janela, e permitiu a entrada dos demais. Bernardete Oliveira de Souza dormia em um dos quartos com o neto quando foi surpreendida pelos invasores, que levaram certa quantia em dinheiro. A garota, que estava em outro quarto, foi ameaçada com uma faca no pescoço e abusada sexualmente, de acordo com a a polícia. Rosimeire Oliveira de Souza, de 31 anos, estava em outro comodo na casa e ao despertar e verificar o que ocorria, teria entrado em luta corporal com os suspeitos, e acabou sendo morta. Há suspeita de que também teria sido estuprada. A causa da morte, porém, e a confirmação do abuso sexual, devem ser apontadas apenas no laudo do Instituto Médico-Legal (IML) de Maringá. O filho dela, que dormia no quarto com a avó, não acordou durante a ocorrência. A mãe da garota que sofreu o abuso sexual, que mora em outro local, a socorreu para o Hospital Universitário de Maringá.




Roby News