segunda-feira, 7 de março de 2016

Mãe mata filha de apenas três dias degolada



O crime bárbaro foi descoberto na tarde desta segunda-feira (7) em Ponta Grossa, região dos campos gerais no Paraná. Maria Geni Lourenço de Oliveira, 41 anos, foi presa após degolar a filha de apenas três dias. A acusada está presa na delegacia da Polícia Civil. De acordo com a polícia, ela confessou e revelou detalhes sobre o crime cometido no domingo (6) após retornar do hospital. A Polícia Civil vai investigar o crime que ocorreu na rua Tadeu Philipowski no Jardim Alvorada. A acusada usou uma faca grande, utilizada em açougues, para separar o corpo da cabeça da recém-nascida. Após cometer o crime, ela enrolou em sacos plásticos e jogou no quintal da casa. A mulher alegou problemas psicológicos. Denúncias anônimas levaram a Polícia Militar até o local. A mulher disse aos policiais que sofre depressão e ainda que passa por dificuldades financeiras.

Município de Sarandi decreta epidemia de dengue

O município de Sarandi decretou epidemia de dengue, foram notificados 1.524 casos, 331 positivos e 79 negativos. A Secretaria Municipal de Saúde está intensificando os trabalhos nos bairros com maior número de casos, alem de fazer mutirões aos sábados. O secretario municipal de saúde André Celestino Jardim lembra que é necessário que a população se conscientize e que mantenha os seus quintais limpos. “Não adianta a prefeitura fazer a limpeza dos terrenos e os moradores continuarem jogando lixo, vivemos uma epidemia de dengue temos que trabalhar juntos”,explica André. Contato: Dina Cristina -9926-7851 


Com informações Assessoria de Comunicação de Sarandi

Agentes encontram foco de dengue na casa do prefeito de Londrina



Em tempos de combate ao mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão de dengue, zika e chikungunya, o prefeito Alexandre Kireeff (PSD) usou seu perfil no Facebook, na tarde desta segunda-feira (7), para fazer um mea-culpa: agentes de endemias da Secretaria de Saúde encontraram um foco com larvas do vetor dentro de sua casa em um condomínio de luxo na zona sul de Londrina.   

Sei que vivo falando do combate ao mosquito por aqui, mas vocês acreditam que o pessoal da dengue encontrou um vasinho com larvas aqui em casa? Comemos barriga por aqui e olha que fizemos várias vistorias", escreveu o líder do Executivo na rede social. o de sua casa, em um condomínio de luxo da zona sul de Londrina. "Sei que vivo falando do combate ao mosquito por aqui, mas vocês acreditam que o pessoal da dengue encontrou um vasinho com larvas aqui em casa? Comemos barriga por aqui e olha que fizemos várias vistorias", escreveu o líder do Executivo na rede social. 

 Diversos internautas comentaram a publicação de Kireeff, alguns parabenizando sua sinceridade e outros pedindo fiscalização em outras partes da cidade. O prefeito terminou seu texto reforçando a campanha de combate ao mosquito. "Enfim, atenção redobrada, hein! E no seu quintal? Será que está tudo ok? Fica esperto você também", finalizou. Na atual janela epidemiológica, que vai de agosto do ano passado até o momento, Londrina já confirmou 1.324 casos de dengue, dois de zika e outros dois de chikungunya. 




 Com informações Bonde Notícias

Criança morre logo depois de ser picada por escorpião



Uma criança, de 3 anos, morreu após ser picada por um escorpião amarelo em Terra Rica, no noroeste do Paraná, na quinta-feira (3). Segundo a família, o menino foi picado assim que colocou um tênis durante a manhã. Ele foi socorrido, levado para um hospital em Paranavaí, mas à noite acabou falecendo. A família contou que a vó do garoto pegou o tênis do menino que estava em uma mureta, bateu no chão para ver se tinha algum animal escondido e passou a mão dentro do calçado. Mesmo assim, os procedimentos não foram suficientes. A criança foi levada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) até um hospital de Terra Rica, lá tomou o soro contra a picada do aracnídeo. Imediatamente foi transferido para Paranavaí, onde foi internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A família conta ainda que no fim da tarde o estado de saúde da criança piorou e a noite teve uma parada cardiorrespiratória. Após a confirmação da morte, os pais do menino decidiram doar as córneas da criança. O corpo do menino é velado e será enterrado em Terra Rica.

Secretaria de Saúde confirma 1º caso de raiva canina no ano em Maringá

A Secretaria de Saúde de Maringá, no norte do Paraná, confirmou nesta sexta-feira (4) o primeiro caso de raiva canina do ano na cidade. O animal contaminado foi encontrado em feNo mesmo mês, um morcego com o vírus foi encontrado. O quiróptero foi encontrado e recolhido há uma semana. Com este, os casos desde 2013 chegam a 14 na cidade, conforme levantamento municipal. O levantamento epidemiológico do caso mostra que o cachorro contaminado esteve em Macapá (AP), com menos de 4 meses de vida. Com a análise do caso, concluiu-se que o provável local de contaminação do cachorro foi mesmo na cidade do norte brasileiro. Mesmo assim, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e o setor de imunobiológicos de Maringá já desencadearam as seguintes ações de prevenção: identificação e tratamento de profilaxia da raiva aos profissionais e contribuintes que entraram em contato com o animal; ação de bloqueio vacinal canino/felino ao redor da residência que animal morava; ação em educação em saúde com os moradores ao redor da residência que animal morava; tratamento profilático pós exposição aos contribuintes, médicos veterinários e assistentes envolvidos. O alerta da Vigilância Sanitária, valendo para toda a cidade, é para evitar o contato com morcegos em qualquer situação, especialmente quando o animal estiver no chão e desorientado. As pessoas não devem também tentar retirar morcegos de seus alojamentos e em caso de contato acidental procurar uma Unidade Básica de Saúde imediatamente. A raiva é uma doença que mata. Em caso de contato acidental, é preciso procurar ajuda médica o quanto antes. Mesmo sendo ocorrência localizada, o alerta vale para toda a cidade, pois as reclamações sobre a presença de morcegos são constantes.vereiro, de acordo com a Prefeitura.