quinta-feira, 10 de março de 2016

Prefeitura de Sarandi faz mutirão de limpeza de terrenos no final de semana

A Secretaria Municipal de Urbanismo e Obras de Sarandi vai fazer neste final de semana um mutirão de limpeza dos terrenos que não foram limpos pelos proprietários. Este mutirão faz parte das ações contra o avanço da dengue no município. Segundo Nathana Carla Ferreira, secretaria administrativa da Secretaria de Meio Ambiente, foram multados 67 donos de terrenos, no Jardim Bom Pastor e Jardim Independência, de Janeiro até março, a prefeitura notificou os proprietários destes terrenos que tiveram um prazo de 15 dias para fazer à limpeza, depois deste prazo a prefeitura multa o dono em 200 unidades fiscais de Sarandi, R$2,84 centavos a unidade. A limpeza dos terrenos será feita pela prefeitura que vai cobrar a hora máquina R$ 112 reais e mais R$112 reais por viagem de retirada de entulho. A cada 30 dias sem que a limpeza do terreno seja feita a multa será dobrada. A Prefeitura estuda a criação de uma multa para os proprietários de terrenos onde for encontrado focos do mosquito da dengue, de 423 unidades fiscais sarandienses, R$ 1.200 reais, no caso de reincidência esta multa devera ser dobrada. 


Informou  Assessoria de Comunicação de Sarandi

Juíza pergunta a vítima de estupro se ela ‘tentou fechar as pernas’



A Associação Clara Campoamor, grupo feminista espanhol de apoio a vítimas de violência de gênero, pediu ao Conselho Geral do Poder Judiciário investigação de uma juíza que fez perguntas “totalmente ofensivas” a uma vítima de estupro. De acordo com a organização, a magistrada questionou a uma mulher que pedia ordem de restrição contra seu suposto agressor se ela havia “fechado as pernas e todos seus órgãos femininos”. De acordo com o jornal espanhol “El Local”, a vítima, gravida de quatro meses, foi a uma delegacia na cidade de Vitoria-Gasteiz, no País Basco, no dia 16 de fevereiro para registrar queixa contra um homem que repetidamente abusava dela “sexualmente e psicologicamente”. No dia seguinte, a mulher foi chamada para depor diante da juíza. “(A magistrada) mostrou descrença óbvia no testemunho da vítima, a questionou sem deixá- la responder, com perguntas conduzidas e ofensivas”, afirmou Blanca Estrella Ruiz, presidente da Associação Clara Campoamor, em comunicado. “Claro exemplo dessa atitude foi quando a juíza questionou repetidamente se a vítima tentou resistir à agressão, se ela ‘fechou suas pernas firmemente’ ou se ‘fechou todos os seus órgãos femininos”. “Tais questionamentos são não apenas desnecessários à investigação, mas completamente ofensivos e violam a dignidade da vítima”, criticou Blanca. De acordo com o diário “El Mundo”, não é a primeira vez que essa juíza é acusada de procedimentos polêmicos em casos de violência de gênero. Em uma oportunidade, ela chegou a interrogar, ao mesmo tempo, a denunciante e o denunciado, criando um ambiente de intimidação para a mulher.


Fonte: O Globo

Menor é agredida por se negar a passar a senha do wi-fi para a irmã mais velha

De acordo com informações da Polícia Militar (PM) de Mandaguari, uma moça de 18 anos foi acusada pela própria mãe de agredir a irmã de 15 anos após a adolescente recusar a lhe informar a senha da internet sem fio (wi-fi) de uma casa em Mandaguari. De acordo com a PM, a confusão aconteceu em imóvel situado na Rua Luiz Trintinalia, no Jardim Esplanada. O fato aconteceu nesta quinta-feira (10) e conforme a mãe das duas jovens, T., de 18 anos, chegou na residência da família e solicitou à irmã de 15 anos a senha do wi-fi para repassar para a amigos que queriam usar a internet. Diante na recusa, a irmã mais velha começou a agredir a adolescente. Em seguida T.P.S. passou a quebrar utensílios de cozinha, varão de cortina, além de danificar os cabos do roteador de wi-fi. Policiais militares acrescentaram que a mãe das jovens disse que não aguentava mais tanta confusão na moradia.

A mulher revelou ainda que teria sido ameaçada pela filha mais velha com uma faca em outra ocasião, mas o caso não foi comunicado às autoridades. O caso agora está sob a responsabilidade da Polícia Civil de Mandaguari.

Agência do Trabalhador de Sarandi terá posto na Praça do Panorama

Uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Sarandi e a Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social, vão levar a Agência do Trabalhador para mais perto da população. De 14 a 18 de março das 8 às 17 horas a Agência do Trabalhador de Sarandi vai ter um posto de atendimento na Praça do Jardim Panorama, em um ônibus. Os moradores vão poder realizar todos os serviços que são prestados na agência centro como: pedido de seguro desemprego, encaminhamento de vagas de trabalho, intermediação de mão-de-obra e qualificação profissional. Segundo o Secretario de Desenvolvimento Econômico de Sarandi, Jair Carneiro esta experiência tem beneficiado muito a população que não precisa se deslocar até o centro para usar os serviços da agencia. “Já trouxemos para a praça a biblioteca móvel e os cursos do SENAC, para facilitar o acesso da comunidade a este tipo de serviço, agora o Prefeito De Paula, quer facilitar a vida do trabalhador que tem que solicitar o seguro desemprego ou precisa procurar outra colocação no mercado de trabalho. A nossa intenção é trazer outros serviços para este espaço para prestar atendimento para a população”,conclui o secretario. 



Com informações Assessoria de Comunicação de Sarandi

Batida entre motocicletas em Maringá provoca a morte de dois homens



Dois jovens morreram em uma batida entre motocicletas, no começo da noite desta quarta-feira (9), na rua Rodolfo Cremm, próximo ao Porto Seco, em Maringá. O acidente aconteceu por volta das 19h, ainda de acordo com os bombeiros. Testemunhas disseram que os motociclistas tentaram ultrapassar um carro e não conseguiram. Ambos morreram na hora. Chovia forte no momento da batida. Por volta das 20h, o Instituto Médico-Legal (IML) era aguardado para retirar os corpos, que ainda estavam no local. O choque frontal foi entre duas Honda Titan ambas com placas de Maringá.As vítimas foram identificadas como João Pedro Barbosa da Silva, 23 anos, e Jair da Silva Santana, 35 anos. Por volta das 20 horas, o Instituto Médico Legal (IML) ainda era aguardado para fazer a remoção dos corpos.