quarta-feira, 18 de maio de 2016

Motociclista perde a vida em acidente no Contorno Sul


foto Maicon Rodrigo
De acordo com as informações, a vítima deste acidente é Clovis De Paula 47 anos  que pilotava uma motocicleta com placas de Sarandi e colidiu contra um Honda Civic no Contorno Sul, próximo do conjunto Bertioga. O acidente foi por das 15h30 desta quarta-feira (18).

Resíduos das necropsias são lançados na rede de esgoto

Técnicos da Sanepar (companhia de Saneamento do Paraná) estiveram ontem à tarde no Instituto Médico Legal (IML) de Umuarama realizando uma vistoria a fim de encontrar o caminho feito pelos resíduos provenientes de corpos necropsiados. Foi verificado que não há caixas de gordura e que tudo está lançado direto na rede de esgoto. Um laudo oficial com os problemas estruturais será elaborado até o final desta semana. A vistoria foi iniciada à pedido da Vigilância Sanitária do Município, depois que denúncias chegaram ao órgão, dando conta de que os resíduos estariam sendo lançados direto na rede de esgoto. Para que a vigilância tome qualquer tipo de providência, é necessária a constatação do fato e se forem encontradas irregularidades, os prazos não forem cumpridos, poderá acontecer até a interdição do IML. Seguindo Fabio Barzon, chefe da Vigilância em Saúde de Umuarama, através dos laudos oficiais da Sanepar é que o órgão poderá tomar outras providências. "Assim que recebermos a constatação, se houverem irregularidades encontradas pela Sanepar, no que se refere ao lançamento de resíduos na rede de esgoto e de outras irregularidades estruturais, faremos uma avaliação, acompanhados do IAP (Instituto Ambiental do Paraná) e ainda analisaremos qualquer eventual situação de risco". Barzon reforça que um relatório será emitido ao Estado (responsável pelo órgão) para que sejam feitas as manutenções e reformas necessárias. Barzon ainda afirma que se o Estado não seguir as determinações emitidas pelos órgãos ambiental e sanitário, o IML poderá ser interditado. Em nota, a Sanepar informou que ''está fazendo a vistoria nas instalações internas do Instituto Médico Legal (IML) de Umuarama, atendendo à solicitação da Vigilância Sanitária municipal. A função da empresa é indicar o que está ligado à rede coletora. Os demais órgãos envolvidos deverão coletar amostras e fazer a auto caracterização dos resíduos que estão sendo lançados e o dimensionamento das vazões geradas. Salientamos que materiais sólidos como roupas, luvas, toalhas, entre outros, não são aceitos para lançamento na rede coletora, devendo ter outra destinação. A Sanepar poderá contribuir sugerindo soluções técnicas adequadas para cada situação''. 


 Com informações do Umuarama News

Adolescente pode ter sido estuprado dentro de Cense

A Polícia Civil de Santo Antônio da Platina recebeu denúncia de que um adolescente de 13 anos teria sido estuprado dentro da unidade do Centro de Sócioeducação (Cense) da cidade. Outro menor e um jovem de 18 anos, que dividiam cela com a vítima, são os primeiros suspeitos apontadas pela investigação. O caso teria acontecido durante o último final de semana, mas as diligências só foram iniciadas após o recebimento da denúncia no dia seguinte. Antes do ato sexual, há possibilidade da dupla ter torturado o garoto utilizando lâminas improvisadas com o alumínio de embalagens das marmitas. O menor foi ouvido na sede da Delegacia de Santo Antônio da Platina, e realizou exames no Instituto Médico Legal (IML) de Jacarezinho. O fato foi levado ao Ministério Público e ao departamento que cuida do Cense. Caso o estupro seja confirmado, o maior deve ser indiciado pelo crime de estupro de vulnerável. Já o adolescente vai responder por ato infracional. 



 Com informações do Tanosite.com

Inscrições para o concurso de Sarandi até o dia 29 de maio

As inscrições para o concurso da Prefeitura de Sarandi, podem ser feitas até o dia 29 de maio, somente via internet no endereço eletrônico: www.fundacaofafipa.org.br/concurso.
A prova objetiva será aplicada em 12 de junho em horário e local a ser informado por meio de edital disponibilizado no endereço eletrônico. As vagas são para o ensino superior, níveis fundamental e médio.


Com informações, Assessoria de Comunicação de Sarandi

Vereador Cilas Moraes reivindica UPA infantil para Sarandi


Dengue no Paraná já causou o dobro de mortes do ano passado



O número de mortes por dengue no Paraná já é o dobro do registrado no período de agosto de 2014 julho de 2015. Segundo os dados do último boletim divulgado ontem pela Secretaria de Estado da Saúde, foram 24 mortes entre 2014/2015. Neste ano epidemiológico, que começou em agosto de 2015, já foram registrados 50 óbitos em decorrência da dengue. O informe técnico número 24 divulgado ontem traz ainda os número de casos registrados na semana: 3.388 novos casos de dengue no Paraná. Com o aumento de 8%, o Estado totaliza 45.482 casos confirmados desde agosto de 2016. O boletim confirmou três novos óbitos — dois em Foz do Iguaçu e um em Medianeira, ambos na região Oeste. No total, são 50 mortes por dengue no Estado, desde agosto de 2015. Os casos de chikungunya passaram de 60 para 66, sendo apenas cinco autóctones, ou seja, contraídos no próprio local de residência. Os casos de zika foram de 278 para 288 e desses 187 são autóctones. Desde o início deste período epidemiológico, o Paraná já confirmou casos em 310 cidades, espalhadas nas 22 Regionais de Saúde. Em Paranaguá, município com maior número de casos confirmados, as confirmações passaram de 13.683 para 15.368. São 1.685 casos a mais do que na última semana. A taxa de incidência aumentou em quatro municípios, que a partir de agora são considerados epidêmicos. Cruzeiro do Sul, Porto Rico, Mandaguari e Entre Rios do Oeste atingiram mais de 300 casos a cada 100 mil habitantes.

Em cinco anos, Paraná perdeu 2.120 leitos hospitalares pelo SUS

De 2010 a 2015, o Paraná perdeu 2.120 leitos hospitalares no Sistema Único de Saúde (SUS). Isso representa quase 10% do total de leitos desativados em todo o País no período (23,6 mil), segundo levantamento divulgado, na terça-feira (17), pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). O Estado apresentava no ano passado 18.907 leitos SUS, contra 21.027 cinco anos antes. Isso coloca o Paraná como o quinto estado que mais perda teve no País. “A insuficiência de leitos para internação ou realização de cirurgias é um dos fatores para o aumento do tempo de permanência nas emergências. São doentes que acabam ‘internados’ nas emergências à espera do devido encaminhamento para um leito adequado, correndo riscos de contrair infecções”, constata o presidente do CFM, Carlos Vital. À frente do Paraná, segundo o levantamento do CFM, estão apenas o Rio de Janeiro (-7.052), Minas Gerais (-3.241 leitos), São Paulo (-2.908) e Bahia (-2.126). Na outra ponta, apenas oito estados apresentaram números positivos no cálculo final de leitos SUS ativados e desativados nos últimos cinco anos: Rio Grande do Sul (806), Mato Grosso (397), Rondônia (336), Santa Catarina (121), Espírito Santo (115), Amapá (87), Mato Grosso do Sul (56) e Tocantins (15). Não SUS