segunda-feira, 27 de junho de 2016

Mulher infarta ao fazer programa e descobrir que marido era cliente


A tentativa de obter uma "renda extra" quase terminou em tragédia para uma mulher de 37 anos, identificada apenas como M.M.B., em Birigui, no interior de São Paulo. Durante um de seus atendimento, a moça, que era casada, se deparou com o marido e, com o susto, acabou infartando. Segundo informações do "Jornal da Franca", o marido desconfiou da mulher após ela criar um site e publicar informações pessoais, como nome e celular. Ele encontrou a página no histórico de navegação do computador e decidiu "marcar um encontro" para ter certeza de que era ela.Ao chegar no local, que era a casa de uma amiga de M.M.B., a moça o viu no portão e levou um susto, tendo uma parada cardíaca no local. Ainda segundo informações do jornal, a moça foi encaminhada para a Santa Casa de Birigui. De acordo com os médicos, ela teve um começo de infarto, mas recebeu alta dois dias após a intenção. A repercussão O caso tomou grande proporção na cidade depois que o esposo, revoltado, publicou a história em seu Facebook. Ele ficou arrependido e, a pedido da família da mulher, apagou o "desabafo" de sua rede social. Mesmo assim, a história foi divulgada pela rádio local.

Em 7 anos administração de Sarandi investiu R$15 milhões na frota de veículos e maquinários

A Prefeitura de Sarandi expôs neste final de semana a frota de veículos e maquinários que foram adquiridos nos 7 anos da administração do prefeito Carlos de Paula. De acordo com a administração municipal e o maior investimento da história da cidade . Segunda o prefeito foram R$ 15.400.000,00 de recursos próprios para aquisição da frota.  Carlos de Paula afirma que quando assumiu a prefeitura os veículos da frota estavam sucateados, os maquinários estavam sem condições de uso, os ônibus escolares eram poucos e velhos o mais novo tinha 30 anos. “Nós conseguimos gerir os recursos da prefeitura para equipar as Secretarias de Urbanismo, Meio Ambiente a Autarquia Águas de Sarandi, Educação, criamos e equipamos a Guarda Municipal, investimos não só para a minha administração compramos equipamentos e veículos de qualidade, que vão durar muitos anos. Temos que acabar com a máxima que a nossa cidade não pode ter coisas de primeiro mundo, nossa gente merece tudo o que for de melhor, e nós estamos fazendo isto”. 












Com informações, Assessoria de Comunicação de Sarandi

Operação da PM em Paranavaí encaminha 51 jovens e adolescentes para a Delegacia


Operação realizada pela Polícia Militar, através do 8º batalhão, encaminhou 51 pessoas para a delegacia neste final de semana, entre determinados horários de sexta-feira (24) a domingo (26), em Paranavaí. A operação teve como objetivo coibir a perturbação do sossego, o uso de drogas ilícitas e álcool entre adolescentes e jovens em locais públicos. Quase 500 pessoas foram abordadas. Na sexta-feira foram abordadas aproximadamente 174 pessoas na Praça dos Pioneiros e Avenida Heitor Alencar Furtado. Entre os abordados, 05 jovens foram encaminhados para a delegacia, sendo 01 por direção perigosa, 01 por perturbação do sossego e 03 por desacato; 01 veículo e 01 aparelho de som foram apreendidos. Em determinado momento da operação, vários jovens começaram a jogar garrafas de bebida nos policiais. Devido a grande aglomeração de pessoas, foi necessário o uso moderado da força com a utilização de granadas de efeito moral e lacrimogênio para dispersar a multidão. Durante operação blitz realizada no sábado, na Av. Heitor Alencar Furtado, foram abordadas aproximadamente 100 pessoas, às quais 04 foram encaminhadas para a delegacia, sendo 02 por desobediência, 01 por embriaguez e 01 por direção perigosa; 04 veículos foram apreendidos. Um detido por desobediência foi atingido por um projétil de borracha após não acatar a ordem de abordagem do policial e fazer menção de estar armado, colocando a mão na cintura. Já no domingo (26) a operação se concentrou na Praça dos Pioneiros, local onde aproximadamente 300 pessoas foram abordadas, sendo que 42 jovens e adolescentes foram encaminhados para a delegacia por desobediência, desacato, resistência, corrupção de menores, servir bebida alcóolica para menores, apologia a drogas e drogas para consumo pessoal; 03 veículos foram apreendidos. 


Informações, Comunicação Social 8ºBPM

Pré-candidatos não poderão apresentar programas de rádio e TV a partir de quinta


A partir de quinta-feira (30), as emissoras de rádio e televisão não poderão transmitir programas que sejam apresentados ou comentados por pré-candidatos às eleições municipais deste ano. A data está prevista no calendário eleitoral, aprovado por uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral. Caso a regra seja descumprida e o pré-candidato seja escolhido na convenção do partido para concorrer às eleições, a emissora e o candidato poderão ser penalizados. Segundo o calendário eleitoral, as penalidades estão previstas em leis. O texto diz que, a partir desta data, é “vedado às emissoras de rádio e de televisão transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena, no caso de sua escolha na convenção partidária, de imposição da multa prevista no parágrafo 2º do Artigo 45 da Lei nº 9.504/1997 e de cancelamento do registro da candidatura do beneficiário (Lei nº 9.504/1997, Artigo 45, parágrafo 1º)”.

Professores no Brasil ganham menos que outros profissionais com a mesma formação


Os professores de nível superior no Brasil ganham menos do que outros profissionais com o mesmo nível de formação. De acordo com análise feita pelo movimento Todos pela Educação, os docentes recebem o equivalente a 54,5% do que ganham outros profissionais também com curso superior. A valorização dos professores é uma das metas do Plano Nacional de Educação (PNE), Lei 13.005, de 25 de junho de 2014, que completou dois anos. “Como é pouco atraente a carreira de professor, isso leva à desvalorização social. A carreira nao é tida como uma boa opção profissional, diferentemente do que acontece nos países que estão no topo dos rankings internacionais. Além de serem carreiras atraentes, têm valorização social da função. Parte disso é decorrente da compreensão da sociedade de que educação importa”, diz a superintendente do Todos Pela Educação, Alejandra Meraz Velasco. O PNE estabelece metas e estratégias para serem cumpridas até 2024. A lei trata desde o ensino infantil até a pós-graduação. Uma das metas do PNE prevê a elevação do investimento em educação dos atuais 6,6% para 10% do Produto Interno Bruto (PIB) por ano, até o final da vigência. Pelo PNE, em até dois anos de vigência, o país deveria ter assegurado a existência de planos de carreira para os profissionais da educação básica e superior públicas. De acordo com dados da Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic/IBGE), em 2014, 89,6% dos municípios brasileiros declararam ter plano de carreira para o magistério; metade deles diz ter ações de regulamentação e valorização do magistério e 65,9% afirmam ter adotado concurso público para a contratação de professores. Dados do Censo Escolar mostram que, em 2015, 28,9% dos contratos docentes da educação básica pública eram temporários, o equivalente a quase 630 mil contratos. Segundo o Todos pela Educação, não há medições qualitativas dessas políticas e nem uma ferramenta de monitoramento sobre a aplicação do piso salarial dos professores. “Não é uma mudança do salário que muda a qualidade na educação, mas a atratividade na carreira. É preciso pensar em todos os componentes, desde a atratividade das licenciaturas e pedagogia, a programas com identidade própria, que levem ao exercício do magistério e perspectivas de carreira atraentes, com bom salário inicial, condições para crescer na carreira e condições de trabalho e infraestrutura”, diz Alejandra. De acordo com ela, a carreira do professor tem que ser discutida na ponta, ao mesmo tempo em que deve envolver um esforço conjunto do Ministério da Educação (MEC), dos estados e municípios. Deve-se ser capaz de simular diferentes carreiras e o impacto financeiro disso para cada ente. A discussão, no entanto, fica comprometida pela situação econômica do país.

Advogado de campanhas de Gleisi volta da Europa e se entrega


Alvo de mandado de prisão na Operação Custo Brasil, o advogado Guilherme de Salles Gonçalves retornou neste domingo de viagem à Europa e se apresentou à Superintendência da Polícia Federal de São Paulo, onde ficou detido. O Ministério Público Federal pediu a prisão de Gonçalves, na operação que teve como alvo principal o ex-ministro Paulo Bernardo, por concluir que o advogado, que trabalhou na campanha da mulher de Paulo Bernardo, Gleisi Hoffmann, ao Senado em 2010, teria recebido, pelo menos, R$ 7 milhões do esquema de propinas do Ministério do Planejamento. O MPF encontrou provas de que a Consist, empresa suspeita de ser a pivô do desvio de cerca de R$ 100 milhões em contratos de empréstimos consignados de funcionários públicos federais, pagou R$ 7 milhões ao escritório de Gonçalves entre 2010 e 2015. Em agosto de 2015, quando foi alvo de mandado de busca e apreensão na 18ª fase da Operação Lava Jato, Gonçalves alegou que os recursos recebidos eram referentes a cinco anos de trabalho para a empresa, não tendo nenhuma relação com o Ministério do Planejamento ou com os políticos Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann.



As informações são do Paraná Total