Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 6, 2016

Petrobras sobe preço e gasolina deve ficar R$ 0,12 mais cara nas bombas

Imagem
A Petrobras decidiu elevar o preço nas refinarias do diesel, em 9,5%, e da gasolina, em 8,1%. A informação foi divulgada na noite desta segunda-feira (5) em nota distribuída pela companhia. Segundo a Petrobras, o impacto nas bombas deverá ser de 5,5% para o diesel, ou mais R$ 0,17 por litro, e de 3,4% para a gasolina, mais R$ 0,12 por litro. Segundo a nota, os aumentos passam a valer a partir desta terça-feira (6) e estão de acordo com a política de preços anunciada pela Petrobras em outubro. "As principais variáveis que explicam a decisão do Grupo Executivo [de Mercado e Preços] são o aumento observado nos preços do petróleo e derivados e desvalorização da taxa de câmbio no período recente. Por outro lado, a participação da Petrobras no mercado interno de diesel registrou pequenos sinais de recuperação", informa a nota.

Câmara de Maringá vota reajuste de 8,27% no IPTU para 2017

Imagem
A Câmara Municipal de Maringá votará nesta terça-feira (6), em primeira discussão, o projeto de lei complementar, de autoria do Executivo, que reajusta o valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para 2017. A proposta é de um aumento de 8,27%, correspondente à inflação de novembro de 2015 a outubro de 2016, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Também será votado, mas em segunda discussão, o projeto do Executivo sobre o orçamento de 2017. A previsão é arrecadar R$ 1.441.751.884 durante o ano e investir R$ 395.053.902 na Secretaria Municipal de Saúde, além de R$ 271.347.438 na Secretaria Municipal de Educação. Com 12 votos, foram aprovadas na semana passada uma emenda e subemenda modificativa que aumentam em R$ 2,2 milhões a verba destinada à Secretaria Municipal de Cultura. Esse remanejamento financeiro foi requerido para ampliar a verba do Prêmio Aniceto Matti e realizar um concurso de projeto arquitetônico e urbanístico da Praça Raposo Tav…

Maioria dos alunos brasileiros não sabe fazer conta nem entende o que lê

Imagem
Dados do PISA (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes) 2015, divulgados nesta terça-feira (6), indicam que o desempenho dos estudantes brasileiros em matemática e ciências piorou em comparação aos dados de 2012. Quando o assunto é a capacidade de leitura, os resultados seguem preocupantes, já que a média não mudou desde então-- quando a pontuação já era considerada ruim. Em matemática, de acordo com o relatório, 70,3% dos estudantes brasileiros ficaram abaixo do nível 2 de desempenho na avaliação --patamar mínimo estabelecido pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) como necessário para que o estudante exerça plenamente sua cidadania. Na prática, os alunos não conseguem responder às questões da disciplina com clareza e não conseguem identificar ou executar procedimentos rotineiros de acordo com instruções diretas em situações claras. A média nacional nessa disciplina foi de 377 pontos, muito abaixo da média da OCDE (490). Para se ter uma ide…