Treze empresas disputam licitação dos radares em Maringá


treze empresas apresentaram propostas para a licitação de escolha dos novos responsáveis pela instalação e manutenção de radares de velocidade nas ruas e avenidas de Maringá, no norte do Paraná. A abertura dos envelopes com documentos dos participantes da licitação ocorreu nesta segunda-feira (25). De acordo com o edital de licitação, a empresa vencedora deverá manter em operação 40 pontos de radares que farão o monitoramento de 80 faixas de rolamento. De acordo com o secretário municipal da Mobilidade (Semob), Gilberto Purpur, é esperado que, até dezembro, os radares estejam em funcionamento. O município prevê o pagamento de até R$ 3,3 milhões, por um contrato de 12 meses, para a implantação e reativação dos equipamentos. A fiscalização com os radares foi interrompida em 2016 em Maringá. Ainda de acordo com o secretário, em razão do volume de documentos apresentados pelas empresas na licitação, é possível que as propostas de preços só sejam divulgadas na terça-feira (26). Os equipamentos deverão contar com tecnologia OCR (sigla em inglês para Reconhecimento de Caracteres Óticos) - que permite a leitura de placas para identificação de veículos roubados, com envio das informações para as autoridades. A via que deve receber mais equipamentos será a Avenida Nildo Ribeiro da Rocha, com cinco radares.


Informações G1 Noroeste

Comentários

As mais visitadas

CCJ aprova PEC que exige nível superior para cargos públicos de confiança

Motoristas de carros com câmbio automático podem ganhar CNH específica

Membros do 1º Conselho Municipal da Cultura tomam posse