segunda-feira, 25 de abril de 2011

Jovem que foi contratado para dar informações sobre policial Rambo, para que o mesmo fosse assassinado é executado 

O homem que confessou participar de um plano para assassinar o policial foi executado na manhã de sexta-feira – 72 horas após ser preso.

Carlos Alexandre Xavier, 21 anos, relatou à polícia que teria recebido R$ 25 mil para espionar Rambo e passar para criminosos detalhes da rotina do soldado.

Ele foi encontrado morto com um tiro na nuca no Jardim Social, mais conhecido como Mutirão, em Sarandi. A delegacia não informou que dia ele saiu da cadeia. Consta que teria apenas assinado um termo circunstanciado e sido liberado. O homicídio aconteceu por volta das 6 horas, na Rua Quatro, com características de execução à queima-roupa.

A suspeita da polícia é que Xavier possa ter sido morto pelos homens que o teriam contratado para seguir Rambo. "Pelo que conseguimos constatar, colocaram ele de joelhos e deram um tiro na nuca. Acreditamos que tenha sido queima de arquivo", afirma o sargento da PM, Aparecido Monteiro Reis, um dos homens que atenderam à ocorrência.


Fonte: O Diário

Nenhum comentário:

DESTAQUE

Ordem de serviço autoriza construção de uma nova Unidade Escolar Estadual em Sarandi

Na tarde da última quinta-feira (04), o Prefeito Walter Volpato (PSDB) recebeu em seu gabinete, o Diretor Presidente do FUNDEPAR – Inst...