terça-feira, 20 de março de 2018

A Secretaria Municipal de Saúde deu início a 4ª etapa da Campanha de Vacinação contra dengue nas escolas



Nesta terça-feira (20), os alunos dos Colégios Antônio Francisco Lisboa, Olavo Bilac e Centro Estadual de Educação Básica de Jovens e Adultos (CEEBJA), estão recebendo a vacina. A expectativa é imunizar 4 mil 436 pessoas até o dia 28 de abril. O público alvo são jovens de 15 a 27 anos, que não tomaram a 2ª e 3ª dose. A vacina estará disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), na sala de vacina da Secretaria de Saúde e em pontos de movimento no centro da cidade, nos fim de semana. Outras informações ligue (44) 3288-7000.

Resolução que exigia curso e prova escrita para CNH é revogada pelo Contran



O presidente do Conselho Nacional de Trânsito, Maurício Alves revogou a resolução nº 726 que regulamenta o processo de renovação da CNH que exigia que os motoristas fizessem um curso e prova escrita. A resolução fazia alterações na formação e habilitação de motoristas, a realização dos exames, os cursos de formação, atualização, aperfeiçoamento, especializados, preventivo e de reciclagem, a expedição de documentos de habilitação e de outras providências. A publicação foi feita no Diário Oficial da União, na manhã desta terça-feira (20). A resolução gerou polêmica entre os brasileiro. 

Caso aprovada, ela entraria em vigor a partir do dia 5 de junho deste ano. O governo já havia anunciado a revogação desde sábado passado (17). Além das alterações no processo de renovação, a resolução também previa que os motoristas que tivessem que tirar a primeira habilitação, depois de junho, teriam que fazer duas balizas e os motociclistas teriam que passar por exames nas ruas.

Confira na íntegra a resposta do Ministério: "A diretriz da atual gestão da Pasta tem por objetivo implementar ações e legislações que atendam às expectativas da população, no sentido de simplificar a rotina e levar conforto e praticidade a seu dia a dia. Esta ação acontece em conformidade com os objetivos do Governo Federal, de reduzir custos e facilitar a vida do brasileiro. Esclarecemos que a medida é tomada com todo respeito ao trabalho da Câmara Temática de Educação, Habilitação e Formação de Condutores, ao trabalho realizado pelo Contran e todos os profissionais envolvidos. Neste sentido, informa-se que os técnicos do Denatran, do Ministério das Cidades, seguirão na busca de alcançar o objetivo de promover a cada vez mais a segurança dos usuários de trânsito, mas sempre com absoluto foco na simplificação da vida dos brasileiros e na constante busca pela redução de custos de forma a não afetar a rotina dos condutores que precisam renovar suas carteiras de habilitação/CNHs por todo o Brasil".

Laudo confirma que criança morreu após ser estuprada

Imagem Ilustrativa

O delegado Edgar Santana revelou que o laudo referente ao caso da criança de 2 anos que morreu em Ramilândia, com suspeita de ter sido violentada sexualmente, confirmou a conjunção carnal. O caso foi registrado em 23 de fevereiro, quando a criança morreu.

O acusado era padrasto da menina que foi levada por ele ao hospital, onde já chegou morta. Como era um caso suspeito, a polícia foi acionada. O homem foi preso e mesmo diante das evidências (a criança apresentava sangramento e lesões na vagina), ele negou o crime sexual. Em depoimento, o rapaz afirmou que "havia ficado nervoso com o choro da criança e que havia batido na garota, e que durante a surra ele teria introduzido o dedo na vagina da criança". 

O promotor Lincoln Pereira, do Ministério Público de Matelândia, afirmou que o caso já foi denunciado a Vara Criminal. O homem deve responder por feminicídio e estupro de vulnerável com três qualificadoras, motivo torpe, impossibilidade de defesa da vítima e meio cruel. Ainda conforme o MP, "o laudo comprovou conjunção carnal e apontou que a criança morreu em decorrência dos ferimentos externos provocados pela agressão e, sobretudo, pelos ferimentos internos, gerados pela conjunção carnal". 

O suspeito que foi preso logo após o crime e estava custodiado na cadeia pública de Matelândia, foi transferido para uma unidade prisional e Foz do Iguaçu, o local exato não foi divulgado por medidas de segurança. O caso corre em segredo de Justiça. À mãe da criança, a princípio, não foi atribuída culpa. Na época, ela revelou que precisou resolver um problema em outra cidade e por este motivo teria deixado a filha aos cuidados do padrasto. 



Com Informações: Massa News

DESTAQUE

Ordem de serviço autoriza construção de uma nova Unidade Escolar Estadual em Sarandi

Na tarde da última quinta-feira (04), o Prefeito Walter Volpato (PSDB) recebeu em seu gabinete, o Diretor Presidente do FUNDEPAR – Inst...